Garotas de programa. Vamos saber mais sobre elas?

Garotas de programa. Vamos saber mais sobre elas?

3 de abril de 2019 0 Por Pamela-M

Garota de programa (GP) prostituta, Meretriz, Prima….. Tantos nomes por vezes são atribuídos a profissional que da prazer no sexo. Mas não quero incluir muitos nomes, sendo que aqui o tema será GAROTA DE PROGRAMA. E muitos outros nomes são dados a essas mulheres em um tom preconceituoso ou ofensivo.

Quando se fala de garota de programa, por muitas vezes para muitos vem a imagem de uma profissional do sexo que atende em pontos de rua, ou em cabarés ou casas noturnas especificas para isso. Pode ser uma casa de massagem, uma termas, casa da luz vermelha e tantos outros nomes.

Prostitutas tradicionais costumam ficar em pontos específicos nas cidades

Mas aqui quero falar um pouco de todas. Com certeza a prostituta é mais conhecida por muito tempo por estarem nas ruas, em pontos específicos, geralmente esperando um cliente passar ali e o chamar para o programa. Mas tem as que trabalham como “massagistas”, na verdade muitas apenas usam esse nome e trabalham em casas que oferecem mais que apenas a massagem, como as que estão nas casas noturnas, como termas. Geralmente essas estão sempre ligadas a um local, porém não deixam de serem garotas de programa.

Muitas não esperam o cliente as chamar, ao parar em um sinal, elas por vezes vão ao cliente

Há também as que seriam mais definidas como as verdadeiras garotas de programa, que são aqueles chamadas de free. As freelas são mais independentes, geralmente trabalham a partir de casa, fazendo seu próprio horário e roteiro. Podem atender em seu próprio apart hotel, ou no hotel do cliente ou sua residência, como também se deslocar para um motel no qual o cliente deseja marcar.

Muitas podem trabalhar em casas noturnas, em alguns casos elas nem fazem programa, apenas striptease , danças ou algum passa mão aqui e ali.

As garotas de programa free em muitas vezes tem até uma situação razoável, estudo ou boa profissão, mas por vezes o trabalho como garota de programa traz um retorno financeiro melhor e mais rápido. Muitos homens erram quando estão com uma free e falam o porque elas estarem nessa profissão ou se gostam desta profissão. Na verdade isso não é profissão e sim um trabalho. Essa GP pode ser uma advogada ou arquiteta por exemplo e estar trabalhando como GP. Nada diferente de uma mulher que tem uma profissão de veterinária e pode estar trabalhando na recepção de uma empresa. Então a recepção da empresa que ela trabalha não é uma profissão, e sim um trabalho que ela está exercendo naquele momento por algum fator, seja a falta de vagas na sua profissão ou mesmo a questão financeira, ser recepcionista naquela empresa pode estar pagando a ela muito mais que sua profissão de veterinária. Assim pode ser uma advogada ou arquiteta que esteja trabalhando como garota de programa.

Sendo que mesmo assim uma pessoa que tem sua profissão, podem muitas vezes estar exercendo ela, e em horas vagas fazer programas. Temos de salientar que cada pessoa tem seu jeito de atender um cliente, muitas estão no ramo pensando só em ganhar o dinheiro, e por vezes prestam um mal atendimento ao cliente. Isso é comum. Muitas não tem no sangue o famoso unir o útil ao agradável, ganhar dinheiro tendo prazer e dando prazer ao cliente.

Mas nem todo mal atendimento é por causa de uma GP, imagine sair com aquele cliente com bafo de cachaça, ou então mal cheiroso, estupido, grosseiro… Aquele cliente em que quando ele tira a cueca, tem um matagal em volta do saco, aonde você tem que usar uma retroescavadeira para achar o pau dele. E lógico uma química pode fazer você atender melhor ou não. Mas o fato é que uma garota de programa free geralmente tem que estar ali preparada para esse trabalho.

Muitas garotas de programa passam do seu lado diariamente e você pensa: Essa eu me casaria. Sem saber que ela é uma GP e que alguns minutos antes pode ter transado com uns três homens.

Neste caso você está sendo preconceituoso, porque vive dizendo que não namoraria uma puta, mas quem é ou o que é puta para você? Puta é uma profissional do sexo ou puta é aquela mulher que nunca deu por dinheiro mas te trai com o vizinho do andar de cima? Pense nisso.

De resto é sempre tratar uma garota de programa ou prostituta de rua se for, como uma mulher igual as outras, se você a procurou, você também não é santo, então não as julgue. Curta com ela o momento combinado, converse, dialogue, para na hora do encontro o programa ser o melhor possível para ambos. Elas também querem sentir prazer e serem tratadas com carinho e educação, mesmo que naquele momento esteja cobrando de você para seu prazer.

Em alguns dias teremos uma ama área em nosso site destinado as garotas de programa, aonde elas vão relatar situações que passaram, dizer de seus programas, contar histórias, oferecer seus serviços e muito mais.